Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Um Dia…

 

 

Tal como no ano passado, às quintas-feiras almoço na pinguinolândia. Quer dizer, almoço, não, levo almoço! Sim porque segundo a pinguim-mor não tenho direito a almoçar lá, por isso, tenho de levar o meu próprio almoço. É quase como negar uma esmola a um pobre… They’ll burn in hell for sure!

Lá comi o meu almocito descansadamente e, de seguida, fui beber um café para ver se arribava um cadinho. É que hoje estou com a síndrome da pré-sexta-feira, ou seja, sinto-me cansada e a desejar que a última hora de trabalho chegue logo.

Fui ao café da frente. Além de ser aquele que fica mais perto, tem ainda o café a 50 cêntimos. A marca de café que eles usam é Nicola, pelo que os pacotinhos de açúcar (prefiro colocar meia dúzia de grãos em vez de adoçante) têm sempre as famosas “Frases Nicola”. E eu agora tenho de confessar duas coisas: primeiro, adoro frases e sempre que posso colecciono-as; segundo sou fã das frases Nicola e não só mas também vou ao tal café para ter o prazer de receber uma frase.

Hoje saiu-me esta:

Não sabia eu o quão premonitória e acertada ela era. Quando a li, pensei “este dia não há-de estar longe”. E, de facto, não estava mesmo.

Regressei à pinguinolândia e comecei as minhas aulas. Ao meu último tempo, tive a pior turma. Estavam uma lástima, do tipo ”não-quero-saber-quero-é-estar-na-conversa-com-o-colega-do-lado”. Mas este é o seu comportamento normal. O porquê? Dava para escrever uma teoria tão alargada e bem fundamentada que iria ter tantos volumes como uma enciclopédia.

À minha frente tinha uma criancinha que não fez outra coisa senão desrespeitar as minhas ordens, ignorar o que eu estava a dizer e as minhas advertências, fazer o que a criancinha lhe estava a apetecer no momento, até que teve a ousadia de me responder! Pronto! Foi aí que parti a loiça toda.

Passei-lhe um raspanete e disse-lhe que não admitia que me respondesse, por isso lhe passava aquele castigo (que teve de fazer) que ia fazer para ao pé da pinguim-mor. Ainda desatou a chorar lágrimas de crocodilo, às quais fui completamente insensível. Soube-lhe bem brincar e gozar na aula? A mim também me soube bem o castigo que lhe passei e a descasca que levou da pinguim-mor. Concerteza ficou mais feliz assim.